GESTORES REALIZAM REUNIÃO PARA TOMAR MEDIDAS PREVENTIVAS SOBRE OS DANOS DA MOSCA DA VINHAÇA NOS BOVINOS E EQUINOS, EM SUD MENNUCCI

Foi realizada na tarde de ontem, 12, no Departamento Agrícola da Usina Santa Adélia Pioneiros, de Sud Mennucci, uma reunião para debater sobre os danos causados pela mosca da vinhaça (subproduto da fabricação do álcool que é utilizada como adubos nos canaviais pela Usina), que está atacando bovinos e equinos no município de Sud Mennucci.

moscagrandeParticiparam da reunião o Prefeito Municipal Júlio Cesar Gomes, o Presidente da Câmara Legislativa, Lucas Henrique Muniz Ganga, o Diretor do Departamento Agrícola José Ricardo Solfa, a Chefe da CATI/ Casa da Agricultura, de Sud Mennucci, Mirele Vinhas Voltolini, os gestores da área agrícola da Usina Santa Adélia Pioneiros, Renan Milani e Luiz Gustavo, os vereadores Rone Ferreira e Gustavo Vitor e o empresário Henrique Torquato Junqueira Franco.

Discutiu-se sobre as medidas preventivas para reduzir as causas das infestações de moscas e evitar as consequências danosas e os prejuízos aos pecuaristas. Dentre as medidas preventivas imediatas já definidas, destacam-se:

• Levantamento das propriedades mais críticas quanto aos ataques de moscas para serem priorizadas os combates a elas;
• Aplicação de cal líquido pela Usina nas áreas de pecuária, onde existem matérias orgânicas;
• Aplicação da calda com “agita” (produto químico) e instalações de armadilhas com iscas, pela Usina, para atrair e matar as moscas;
• Aplicação de “Dimilim”(inseticida, ovicida e larvicida) junto com aplicação de herbicidas nas áreas de soqueira de cana-de-açúcar e;
• Palestra e formação de sensibilização aos pecuaristas do município sobre medidas de controles e proliferação das moscas da vinhaça, ministrada pelo técnico da EMBRAPA, Paulo Cansado.

Acertou-se ainda a formação de uma Comissão Gestora Local envolvendo representantes dos Poderes Executivo e Legislativo, representante da CATI/ Casa da Agricultura de Sud Mennucci, Usina Santa Adélia, Associação dos Produtores Rurais e da Divisão Agrícola Municipal, para reunirem-se uma vez por mês para a averiguação dos resultados referentes à reduções dos ataques de moscas e danos aos animais.

A Usina também fez uma solicitação à CATI para que elaborasse laudos sanitários solicitando à CETESB autorização para queima da palhada, como mais uma medida para conter o avanço das moscas.

Cabe ressaltar que nada disso adianta se essas contenções forem feitas de maneiras isoladas pelos sujeitos envolvidos, haja vista que para obter-se resultados positivos, com 0% de ataques de moscas nos animais, é necessário que sejam feitos controles preventivos integrados entre a Usina, Pecuaristas e Órgãos Públicos, cada um assumindo suas responsabilidades e agindo em prol da eliminação desse surto.

Download from BIGTheme.net free full premium templates